• Recomendação: Vanitas no Carte – Paris vitoriana, vampiros, steampunk, Jun Mochizuki!!


    E aí devoradores de mangás gracinhas da tia, tudo bem? Lhes escrevo hoje do trabalho, porque precisava recomendar essa leitura apesar de só termos o primeiro capítulo ainda, afinal, é paris! Vampiros! E tudo que eu já disse ali em cima.
                Por um acaso eu esbarrei em um site brasileiro que possui o mangá já traduzido. QUE RÁPIDO! MUITO AGRADECIDA VIU?! Postarei o site para que possam ler ao final do artigo, oui?
                O que eu vi em Vanitas é uma coisa que me fascina muito na Jun: tu sabe que tem mão dela ali, tu sabe que é Jun! Mas as histórias não são parecidas e os personagens que ela cria tem traços distantes que identificam o traço dela, mas não deixam de atribuir uma identidade própria a cada personagem. Eu não me importo se o mangaká desenha todo mundo parecido em toda santa obra, mas é legal ver que ela ainda tem gás para fazer gente bem diferente, e deixar sua impressão ali. Não é fácil, vida de mangaká é muito difícil!! E por isso, vamos todos tirar o chapéu pra ela que o character design ta 10/10!
                Très bien! O mangá está em andamento, começou a ser publicado em 22 deste mês (ISSO MESMO!) e é o terceiro mangá da Jun. O primeiro é o Crimson Shell (traduzido por mim, editado pela Lih e publicado no nosso site e no do OMG scan! Link: http://scarletrosescans.blogspot.com.br/2011/09/crimson-shell.html) , seguido pelo Pandora Hearts,  que vai sair aqui e recentemente teve seu fim per-fei-to!

    Sei lá, chorei litros.


    Mas e a história? Well, mon chaton...ela conta a história de uma Paris steampunk + vitoriana onde os vampiros estão tocando terror. Um conflito entre humanos e vampiros já ocorreu e pasme! Os humanos ownaram os vampiros, mas nada que não se possa reverter. Apesar da igreja ter investigadores, caçadores e todos os cargos legais pra se matar vampiros, existe uma lenda sobre um livro azul de páginas negras com um mecanismo de tempo ligado a uma corrente de prata que se chama o livro de Vanitas, e nosso personagem principal (Sim, Noé) foi criado para achar esse livro delicia, afim de descobrir um segredo danado que o mestre dele não falou (ao contrário de muitas pessoas que saem dando spoiler, o mestre dele foi forte. Força de espirito: a gente vê em uma Paris vitoriana com vampiros).  No primeiro capitulo tudo foi muito lindo, consistente, instigante e 10/10, GGWP e tudo mais que se diga por aí.
                Claro que no meio do caminho num dirigível incrivelmente steampunk, nosso protagonista (e o gato dele, não vamos esquecer do gato Murr), encontram uma bela e desamparada dama que...toda aquela coisa de sempre das belas damas desamparadas né. Só que não! A moça se revela uma criatura sanguessuga e Noé é salvo (salvo? rs) por um cara cheio da pose, mas meio atrapalhado que se intitula um doutor que CURA OS VAMPIROS!!! Com o que?! O livro...pois é, daí gente...o que Noé vai fazer? O que o gato vai fazer?! Mais importante que tudo: A Jun desenhou aquele dirigível sozinha? OMG!! Tudo isso só lendo as 86 páginas traduzidas lindamente (E quem sabe, sabe...eu sou muito chata com tradução BR) pelo pessoal mais rápido do mundo do breakerscan!

                Nunca que eu ia contar o final, nem pensem que saí spoilando tudo não!! Pode acreditar que eu deixei uns rombos na explicação do tamanho da bunda da...saberão quando lerem tudo ;) (nem isso eu conto. Eu e o mestre lá tamo junto!)


    As imagens usadas neste post também pertencem ao pessoal do breaker scan :D
    Mais uma vez, essa humilde leitora, tradutora e compradora compulsiva de mangás agradece a todos que leram e riram ou choraram ou me xingaram. Espero que tenham um ótimo Natal e um bom ano novo, mas não se esqueçam de economizar na festa, porque 2016 ta cheeeio de títulos ééépicos pra fazer todo mundo declarar falência junto!
  • Doe mangás e novels para bibliotecas!

    E aí pessoal, de boas? Hoje eu quero falar um pouquinho sobre doação de livros. Se vocês não sabem, a grande maioria das bibliotecas trabalha com doação, mas não é assim chegar lá, soltar 15 volumes do Naruto e sair que nem pinto no lixo não! Pra vocês doarem seus mangás e aos poucos encherem as bibliotecas com essas coisinhas lindas, precisam conhecer também alguns critérios gerais para doações!

    O que eu posso doar e para onde?

    Infelizmente não é assim “é meu, eu doo pra quem eu bem entender! ”. Se vocês têm mangás sem conteúdo sexual, e com histórias feitas para criança (sempre cuidem a faixa etária do material e a maioria dos shounens não é recomendado para crianças), então doem para bibliotecas escolares, comunitárias e públicas! Isso quer dizer que provavelmente naruto, dragon ball, yuyu hakusho e afins serão vetados pela bibliotecária ou pela pedagoga da escola em algum momento. Conteúdos adultos (seinens, não hentais), livros de como desenhar mangá e até manuais de desenhos mais complexos como prédios e outros estilos de traço asiático podem ser doados para bibliotecas universitárias, comunitárias e públicas.

    Conteudo erótico, eu temo lhes dizer...é melhor doar/vender ou similar no facebook, app para tal ou num sebo próximo de ti, porque bibliotecas não tem esse tipo de leitura (as que eu conheço ok? Sim eu conheço muitas, vai encarar?!).

    Como faço a doação?

    Infelizmente pra começar, não saia indo até a biblioteca tal. Dê uma boa estudada sobre ela (ta, se ela não tem site então levanta a bunda e vai na fé!), conheça o tipo de material que tem e porque não, bata um papo com algum funcionário que saiba sobre o que eles aceitam de doação.
    As doações nunca vão ser recusadas na sua cara e nem serão motivo de piada e humilhação pública, mangá é uma leitura com ilustrações e novels são livros mesmo, as vezes com ou sem ilustrações, não é nenhuma novidade ou coisa de outro mundo pra esse tipo de profissional hoje em dia. Também sempre pergunte se o local aceita doações, ou tu vai chegar la todo lindo pra doar e...nope.

    Depois de sentir que tem alguma chance do seu material ser aceito, dá uma chegadinha na biblioteca com o material em mãos e informa ao atendente que gostaria de fazer uma doação! Ta, alguns podem olhar torto...e muitos não gostam quando chega doação pelo trabalho extra de ter que classificar e papapas técnicos, mas no geral doações são sempre bem vindas (em bibliotecas comunitárias mais ainda!!).

    Tenho umas edições avulsas, vou lá doar blz?

    Não, vai catar coquinho. Doe coleções completas que tu não quer mais.

    E quanto eles pagam pela doação que eu fiz?

    Nada amigo, it’s free! Tu doa de boa vontade pensando na pobre pessoa que pode vir a precisar ou querer experimentar ler uns mangás for free também.

    Depois eu fui lá e não tinha nada meu em lugar algum!!
    Educadamente vá até o balcão e pergunte sobre sua doação (EDUCADAMENTE, PORRA!) e caso deseje o material de volta (se ele foi recusado), peça com educação também. Não demore muito a revisitar o local porque as coisas podem ser descartadas, acontece!

    Em que condições devo levar os mangás?

    Aparentemente novos, sem rasgos e riscos, sem coisas faltando e de preferencia sem estar descolando todo (mas isso pode ser arrumado na biblioteca mesmo, então relaxa).

    Mas porque não uns hentai?! Leitura é cultura!!

    Sim é, mas nem tudo é indicado pra se colocar em um ambiente de pesquisa que também tem entretenimento. Eu curto hentai e ecchi, mas não gostaria de ver uma criança (13 anos pra menos, isso mesmo) pegando algum mangá que claramente é inapropriado para ele/ela. Claro, se a criaturinha quer saber sobre sexo e etc, tem alguns mangás (que infelizmente não tem no Brasil) que são guias feitos para crianças, mas como não temos isso aqui...nem vem com esses hentais! Vá pro sebo!!! Biblioteca não é como locadoras que tem um cantinho só pras putarias u_u

    Quase toda biblioteca vai te dar um termo de doação para assinar e fazer uns papapas e pronto! Está feita sua doação! Não espere um show de umpa lumpas por causa disso, simplesmente saia de lá sentindo que está aos poucos fazendo parte da ideia de ter mais mangás em bibliotecas! Vai lá, procure a biblioteca do seu bairro, do seu estado, da sua escola!! Bate um papo com a responsável :D e esteja pronto para EDUCADAMENTE defender que nem todo mangá é esquisito, sem sentido, com peitos voadores e muita porrada :D
  • Resumo dos futuros lançamentos da NewPop!

    Demorei, mas sabe como é...ninguém demorou tanto quanto o Júnior hoje hein?! E vamos lá conhecer um pouco mais sobre os mangás e LNs que estão pra chegar pelas mãos da Newpop!

    Puella Magi Madoka: Rebellion


    Lançado no Japão em 12 de novembro de 2013 e terminando em 10 de Janeiro de 2014. Com o sacrifio de Madoka Kaname, o desesperador ciclo que uma vez prendeu todas as garotas mágicas a um terrível destino foi terminado. Ainda assim, as garotas mágicas lutam contra inimigos das sombras que ameaçam o mundo humano, que continua ignorante a brava garota que os salvou. Somente homura se lembra de Madoka, um fardo que ela carregará para sempre. Então como Homura está indo para a escola, lutando e rindo ao lado de madoka como se nada nunca tivesse acontecido?! 

    O mangá conta com três volumes e é muito fiel ao ultimo filme!

    Puella Magi Suzune Magica


    Suzune magica é o quinto mangá spin-off da franquia Puella Magi, escrito e ilustrado por GAN. É um dos três spin-offs que foram lançados depois do filme Puella Magi Madoka Magica the movie: Rebellion, junto com Oriko Magica: Sadness Prayer e Puella Magi Tart Magica: The Legend of "jeanne d'Arc" que não precisamos pensar muito para imaginar que a NewPop! também vai investir!

    Três volumes foram lançados no total!

    Suzune Amano vive uma vida extraordinariamente comum como estudante e...garota mágica assassina de noite?! Quando um grupo de quatro garotas mágicas começa a investigar assassinatos em série na sua cidade, eles logo se encontram como próximos alvos de Suzune! Mas qual é a verdade por trás das motivações de Suzune para que cace tanto bruxas quanto garotas mágicas?

    Niji no prelude

    Em matéria de Tezuka, a Newpop arrasou, pisou, lacrou, e tudo mais que se pode fazer com as inimigas! Niji no prelude é uma compilação de alguns dos trabalhos do mestre, incluindo a obra do titulo e também "a cortina ainda é azul hoje a noite", uma versão do "mercador de veneza", "A concha do pavão" e "música do pavão branco".

    Calling

    Newpop sempre trás yaois e o newpopday não falhou em anunciar esse mangá de titulo Calling!

    Kazuaki vive uma vida tão comum que não consegue dizer a diferença entre um dia e outro, até que uma certa noite por puro acaso, ele testemunha uma situação deveras desconcertante, que inesperadamente vira sua vida do avesso...

    É um volume único com 7 capitulos!

    Light Novel Morte


    É uma light novel que certamente vai fazer muito sucesso aqui, escrito pela Keika Hanada e ilsutrado por Yone Kazuki, que ilustrou para a idea factory (hakuouki e centenas de homens lindos). Até o momento conta com três volumes e pelo que pude garimpar pela net para um resumo, existe uma doença chamada morte que afeta alguns adolescentes e os faz cometer suicidio. Prometo melhorar isso :P

    Girls und panzer


    No mundo de Girls und panzer, sensha-do, a arte militar de usar tanques, é tão importante para as yamato nadeshiko (mulher japonesa ideal) quanto a cerimonia do chá e arranjos florais.

    Nishizumi Miho é uma estudante transferida que não tem nada a ver com Sensha-do. No entanto, ela é convocada diante da presidente do conselho estudantil que a força a participar do Sensha-do, com o objetivo de fazer parte do time da escola para o torneio nacional de Sensha-do. E para piorar, cada membro do time é excentrico! O mangá conta com 4 volumes completos, com autoria de Girls & Panzer Seisaku Iinkai e 

    ilustração de SAITANIYA Ryouichi.

    Puella Magi Madoka Magica: Homura's revenge!

    É um mangá spin-off da Golden Pe Done, que contem 2 volumes volumes e 9 capitulos.

    Se Madoka Kaname soubesse do seu trágico destino que acabaria com sua jornada de garota mágica, ela ainda teria escolhido essa transformação? Nesta história, Madoka se lembra dos resultados das outras linhas do tempo - mas kyubey também! Mesmo com o seu conhecimento, será que Madoka pode driblar o incubator e evitar seu destino?!

    Corpse Party: Another child


    Escrito por Makoto Kedouin e ilustrado por Shunsuke Ogata, another child foi publicado entre outubro de 2011 até março de 2013. O mangá é um spin-off  que tem lugar durante os eventos de Corpse Party contando com personagens da franquia. Another Child tem três volumes!

    Como super fã de corpse party, fiquei muito feliz quando foi anunciado pela newpop! Fico ainda mais positiva quanto a um futuro lançamento do mangá corpse party: blood covered!

    Com sua escola fechada para sempre, os estudantes de uma pequena cidade tiveram que tomar rumos diferentes. Para Tamaki Minase, que ficou na cidade para arranjar trabalho, pode ser a ultima vez que verá sua paixão, Yuuma Shindou, que vai se mudar para frequentar outra escola. Novamente vemos a oração para que se encontrem no futuro, mas Erina Yuzuki escuta essa conversa e com ciumes, decide estragar os planos dela convidando toda a classe para utilizar esse feitiço que era pra ser intimo. Resultado? Quem conhece já sabe! Todo mundo é jogado na dimensão alternativa da escola elementar Tenjin e é aí que a diversão começa!

    Eroman no hoshi


    A própria newpop anunciou este como um bakuman com peitos! O que me deixou bem empolgada, porque bakumam é tri e peitos são tão tris quanto!

    Ele tem dois volumes e conta a história de um mangaká erótico e bem visionário e sua jornada pelo mundo dos mangás! Já comprei!

    Velvet kiss


    Niita Shita-san é um assalariado que está indo bem na vida, está progredindo no seu emprego com sucesso, todavia, ele tem uma queda por mulheres bonitas e isso é a causa da sua queda. Do nada Niita acorda e recebe uma ligação do dono de uma agência bancária muito famosa e descobre que por causa de alguns motivos alheios, ele estava agora devendo ¥80,000,000,00. Sabendo que Niita não poderia pagar tal dívida, o gerente propõe que, para ele quitar sua dívida, ele precisa fazer "amizade" com uma determinada mulher... e daí a sua vida muda da água para o vinho, ou melhor, do vinho para água.

    Pinocchio


    Newpop manda outra do mestre, pesadamente inspirado no clássico de walt disney!

    Shin takarajima


    É um drama de ação e aventura inspirado pelo livro de Robert Louis Stevenson, sobre um menino chamado Pete que descobre um mapa para Treasure Island e embarca em uma viagem para encontrá-lo. A arte de estilo ocidental e enredo acelerado atraído muita atenção, e se tornou um best-seller com 400 mil cópias vendidas, preparando o terreno para a mania de mangá e seu estilo moderno. A versão original de "New Treasure Island" foi baseado em manuscritos de Osamu Tezuka, mas as modificações substanciais foram feitas por Sasaki Shichima, que cortou cerca de 60 páginas e também mudou algumas das linhas. Ao publicar "As Obras Completas de Osamu Tezuka," Tezuka Osamu refeito com base em sua memória para torná-lo mais perto de sua origem.

    Mangá daikoku

    Um guia para desenhar mangá do mestre Tezuka!

    Inspirados em jogos, temos Graphic Novel de the last of us, Tomb Raider e Halo!

    Log horizon (mangá e novel)


    Não só o mangá, mas também a novel serão trazidos para o Brasil pela adorada editora!

    Como você reagiria se um dia você foi sugado para um MMORPG e nunca mais pudesse sair? Depois de um incidente misterioso, cerca de 30 mil jogadores do Japão são agora obrigados a viver a sua vida dentro do MMORPG "Elder Tale" e não podem sair. Mesmo a morte é recebido com um reaparecimento. Pior ainda é o fato de que a comida não tem absolutamente nenhum gosto. Tudo isso combinado, muitos dos jogadores dentro deste MMO perderam qualquer vontade de realmente jogar este jogo, mas eles nunca estão autorizados a sair. Um jogador chamado Shiroe vai se aventurar com seus companheiros para descobrir o mistério por trás da razão pela qual eles estão dentro deste jogo, assim criando a guild chamada "Log Horizon".

    Helter Skelter


    E pra arrasar com o bolso de todo mundo de uma vez por todas, a newpop anunciou de finaleira o helter skelter, que até ganhou o premio cultural Tezuka Osamu em 2004. Com autoria e ilustração de Kyoko Okazaki o mangá contra sobre Ririko que se tornou a essência da beleza após inumeras cirurgias plásticas, se tornando uma modelo de incrivel sucesso, atriz e cantora. No entanto, logo o seu corpo não irá mais aguentar todos os procedimentos pelos quais já passou e nem sua mente enquanto ela está rumando para um fim torturante de sua jornada.

    E aí, curtiram o newpopday? Eu curti alguns dos anuncios e fico feliz que eles tenham trazido mais Tezuka para o Brasil, e alguns dos titulos vão entrar pra minha coleção também! E vocês, quais comprarão? O que acharam? O que faltou?!

  • #TrazproBrasil - Recomendação: Minamoto-kun Monogatari! +16




    Como eu disse no face, hoje vou falar desse mangá hentai super legal que é o Minamoto-kun monogatari! Peço desculpas pela demora para digitar já que eu não posso usar o indicador da mão esquerda porque passei a faca num pedaço dele, mas ta tudo bem viu gente? Nenhum dedo foi perdido, só uma porcentagem da ponta mesmo rs.

    Gêneros: adulto, comédia, ecchi, harém, romance, vida escolar, seinen

    Autor: Minori Inaba
    Ilustrador: Minori Inaba
    Ano: 2011
    Editora: Shueisha
    Serializado em: Shuukan Young Jump
    Licenciado em Inglês? Não
    Em português? Não.
    Status do mangá no país de origem: 8 volumes, em andamento.

    Esse também é o primeiro post do #TrazproBrasil e claro que estar nessa tag não garante que alguém importante vá ver esse post e dizer que é viável trazer essa obra para o país. Acho que todos meus leitores sabem que existe uma série de fatores que ditam se o mangá pode ou não pode chegar nas nossas bancas e lojas especializadas, mas se todo mundo colaborar talvez consigamos chamara atenção, então compartilhem o artigo nas suas redes sociais e encham o saquinho das editoras se quiserem: D

    Ta, mas sobre o que é esse raio de mangá? Well, Minamoto-kun Monogatari nos apresenta ao infeliz rapaz Minamoto que sempre teve uma carinha de menina e por isso sofreu muito na escola na mão das meninas, criando um trauma que atrapalhou completamente sua vida sexual (inexistente até o começo dessa coisa toda). Depois que o seu pai se casa novamente, Minamoto é expulso de casa e mandado para morar com sua tia.

    E que tia, meu deus! E é aí que a coisa desanda, ou devo dizer...pega no tranco! A tia dele é uma professora na universidade em que ele começa a estudar e sua razão de viver é realizar experimentos com o conto de Genji Monogatari, um cara com complexo de édipo (que o Minamoto também tem ;)) que de um jeito ou de outro e por vários motivos agarrou o coração (e outras coisinhas ;)) de quatorze moças, rawr! A tia de Minamoto diz que ele vai ser o Genji Monogatari dos tempos modernos, mas ele é uma criatura que não entende naaaaaaaaaaaada de mulheres! Então claro, a sua tia super boa (bota boa nisso e.e), vai dar umas aulas pra ele ;)

    Ao longo das quatorze meninas, Minamoto tem que fazer, além de sexo, com que elas se apaixonem por ele e de certa forma ele por elas também. Passando por todo tipo de menina, inclusive aquelas muito loucas, Minamoto até arranja namoradas, mas nada disso dura muito e tudo faz parte do experimento da tia que tem uma rede de informações incrível com todas essas meninas! Apesar de tudo, Minamoto começa a mudar sua mentalidade sobre sair por aí comendo garotas que sua tia escolhe, ao mesmo tempo que...é um inegável pervertido. E sem dar spoilers é isso que eu posso contar pra vocês. Como o mangá ainda está em lançamento, até onde eu pude ler parece que estávamos nos aproximando de uma virada no plot, então vale a pena dar uma conferida, pois eu acho que esse não vai ser o seu hentai de todo dia!

    Minamoto tem um traço que na maioria das vezes é muito legal, principalmente as meninas peladas (uhul!), mas em algumas partes o pessoal fica meio SD (sem ser proposital) e isso me incomodou um pouco sim. O roteiro é super simples, afinal, não esperem nada super mega hiper ultra cabeça para um mangá que consiste num projeto de copiar uma história antiga.

    Quem já leu ou está lendo minamoto-kun monogatari sabe que iremos ver todo tipo de meninas, todo tipo de situação e todo tipo de coisa excitante :D é super divertido e se tu ta sem esse tipo de leitura, aproveite!

    Vocês sabem que minhas recomendações são bem simples, mas desculpa o atraso. Tretas pessoais e o fato de ter quase arrancado um pedaço do meu dedo indicador são motivos para o atrasdo da minha vida rs muito obrigada por lerem e espero que quem ta lendo ou já leu deixe o seu comentário! E quem não leu ainda que vá lá conferir! Com quem será que o Minamoto vai ficar?! Ele vai conseguir conquistar as quatorze meninas que nem o Genji?!

    Como sempre, vocês podem ler aqui em PT-BR: http://br.mangahost.com/manga/minamoto-kun-monogatari


  • #TrazProBrasil - Uma campanha para mais mangás no Brasil!



    Opa galera, como vai o domingo de todos? Sim, em pleno domingo eu vou incomodar vocês e espero deixar com uma pulga atrás da orelhas sobre a atual situação das coisas. A UFBAM resolveu vestir a camisa de campanhas para novos titulos serem publicados no país!

    Eu digo que com certeza este é O ano do mangá no país. Estamos tendo publicações recentes e antigas que são dignas de botar numa redoma pra proteger pra sempre né? Estamos tendo tudo que queremos quando nos lembramos que na nossa infância era muito dificil alguém sequer entender o que diabos é esse mangá que tu tanto garimpava nas bancas né? Hoje temos muitas lojas online e físicas especializadas que nos agraçam todo o tempo com mangás vinte e quatro horas. Hoje até seus pais conseguem dizer mangá ao invés de revistinha! Seu professor lê mangá no intervalo! Seu priminho chato não passa canetinha na sua edição 1 de yuyu hakusho meio tanko porque ele entende que é algo de alto valor sentimental!!! (e financeiro também rs).

    Mas nem tudo é flores e papel offset. A grande maioria do público de mangá está satisfeito com os títulos e aos poucos com a qualidade também. Hoje temos uma chuva de editoras cuidando das nossas amadas obras e falar de mangá virou um papo muito sério no Brasil. Temos muita gente como eu que faz TCCs e defende suas teses lá nos pontos altos da vida sobre o mangá e sua importância em diversos campos profissionais, mas ainda não estamos bem lá no nirvana dos mangás né?

    Eu vejo títulos bem diversificados em gênero, mas ainda vejo bastante coisa que devia vir pra cá e não vem por motivos como dinheiro, autorização do mangaká e editora no Japão/Koréia/etc, ou a falta de desinteresse de nós, os compradores brasileiros. Eu sempre vejo (e apoio) a grande maioria das campanhas de trazer mangá X e Y para cá, mesmo que eu deteste o titulo e ache desnecessário, não quero que as pessoas vejam o mercado de mangás como uma coisa tão estreita.

    Eu quero ver mais terror, mais hentai/seinen, mais yuri, mais e mais e mais de um monte de coisas! Então por isso decidi vestir a camisa e trarei pra vocês quando a vida permitir um artigo com essa hashtag ali do titulo e um mangá, manwha, manhua, novel e o cacete que me der na telha!

    Vou dar um resumo da história, mostrar umas imagens lindas e compartilhar em redes sociais e grupos, sendo bem pentelha mesmo e espero a ajuda de vocês nessa empreitada, porque não é fácil não galera!

    E se vocês tem sonhos de verão com algum título e querem dar mais visibilidade pra eles, pelo amor de deus mandem pra cá suas sugestões! Mande mensagem no face, comente aqui no blog, faz um sinal de fumaça aí que eu vou procurar dar essa visibilidade!

    Sou dona de um blog super humilde e que não é assim um chunan né, mas eu faço o que posso e de coração também, então espero colaboração de vocês também!
  • Recomendação: Higanbana no Saku Yoru Ni

    O halloween já passou e o que temos agora é feriado de finados! Nada melhor que um mangá para lembrarmos que os mortos podem se tornar espíritos vingativos e atormentar todos que o atormentaram em vida! Oh yes, existem coisas piores que a morte meus amigos.

    Hoje vamos falar do Higanbana no Saku Yoru Ni, um mangá que pode ser considerado forte e eu não recomendo para crianças!

    Nome: Higanbana no Saku Yoru Ni (彼岸花の咲く夜に / Na noite em que os lírios vermelhos florescem)
    Gêneros: Drama, horror, psicológico, vida escolar, shounen, sobrenatural, tragédia, maduro.
    Volumes: 6 (completo no Japão).
    Autor: Ryukishi 07
    Artista: Tsunohazu Ichirou
    Ano: 2010
    Editora: Fujimi Shobo
    Serializada em: Dragon Age
    Licenciada em Inglês? Não.
    Licenciada em PT-BR? Não. (Poderia hein! #PublicanoBrasil)





    Essa série é do mesmo criador das franquias Higurashi e Umineko, então a loucura é esperada apesar de que podemos observar durante a leitura que Higanbana está em outro grau de depravação e pode ser uma leitura traumatizante, tanto no roteiro quanto na arte, que posso descrever como espessa e quase palpável. A pele das personagens, as lagrimas, suor, mucu e sangue, absolutamente tudo é desenhado com uma excelência fora do sério.

    Na história nós conhecemos a Marie que sofre bullying (tema central do mangá) pelos colegas e é estuprada pelo seu professor regularmente. Sem ter para quem pedir ajuda e desesperada, Marie recorre ao sobrenatural pedindo ajuda dos sete demônios dos sete mistérios da sua escola. Tudo que ela deseja é a morte dos seus colegas cruéis e seu professor doentio, mas quão longe ela está disposta a ir para ter seu desejo realizado?




    Mas Higanbana não tem apenas uma protagonista e uma história. Na sua escola os sete (ahem, oito) demônios dos mistérios da escola brigam pela posse deles e interagem com cada protagonista ao longo dos arcos. No primeiro arco, nós temos a história da mesomeso-san que envolve a Marie e o professor, mas nos outros arcos vamos acompanhar histórias de outros personagens que causam ou sofrem bullying e que de alguma forma acabam nas mãos de algum dos demônios da escola, mas não temam! Mesomeso-san vai estar sempre dando as caras ;)

    Eu acabei de ler o mangá até onde achei traduzido em inglês, até o capitulo 20.5 que é um omake. Todas as histórias têm uma moral interessante e nós sabemos que apesar de bullying ser um assunto muito manjado já, e poder deixar a obra tediosa pela repetição, é um assunto muito importante e um problemão lá no Japão (em todo lugar, mas enfim!).

    Afim de não dar spoilers, como não é a moral desses artigos, eu deixo pra vocês descobrirem se eu fiz um bom trabalho ou não!

    Vocês podem ler em inglês aqui: http://mangafox.me/manga/higanbana_no_saku_yoru_ni/

    Vocês podem ler em PT-BR aqui no meu scan, que aparentemente é o único que traduziu uma parte (não pudemos continuar ele ainda): http://scarletrosescans.blogspot.com.br/2004/10/higanbana-no-saku-yoru-ni.html
  • Mangás perturbadores para um ótimo Outubro parte 2: Ero-gore horror

    E aí galera, como tem sido o outubro de vocês? Eu estou curtindo como dá! Desculpe a demora com o artigo, não era a intenção, mas ultimamente ta complicado. Eu tenho tirado um tempo só para fazer absolutamente nada. Eu decidi também dar um tempo na página do facebook de mesmo título do blog, mas isso é só temporário ok? Me esforcei muito, mas o facebook me trolla demais nesse lance de visualizarem os posts e daí é bem broxante. Continuarei com o blog, recomendando e fazendo artigos e espero que vocês acompanhem!

    Apesar de gostar muito dos dois gêneros e deles juntos, eu não sabia que autores mencionar pra vocês e tive que pesquisar bastante (até na 3g do celular x.x).

    Para mim o erotismo sempre acompanha um bom terror e um bom suspense também. Acho uma das peças chaves :P mas não só pelos motivos óbvios, acho que a arte erótica é uma das mais fodas que tem por aí e uma das mais difíceis na minha opinião. Desenhar os corpos, as cenas...não é simples como qualquer desenho, mas acho que esse tipo especifico exige um que a mais do ilustrador. E colocar a provocação ou o ato explicito sem envolver a qualidade (e talvez a dignidade?) da obra sempre me pareceu como dançar no gelo fino! Mas então, vamos a alguns autores e alguns títulos para vocês ficarem arrepiados de medo e de outras coisas ;)

    E para os que não são próximos desse gênero de mangá, é bom se preparar para ver muita coisa que realmente não faz sentido, é extremamente sexual e violenta e muita coisa que tem sentidos obscuros (e é muito sexual e violenta também <3). Se tu não gosta de nada disso, fique bem longe! Leia elfen lied, é mais light e é ótimo também (e violento ;))! Ero-guro é mesmo uma arte e roteiro que são grotescos e bizarros, só to me repetindo...mas é pra deixar bem entendido!

    Vou poupar vários parágrafos aqui e dizer para vocês reverem os mangás da parte 1, pois, muitos mangakás lá também trabalham com o ero gore! Por exemplo Junji Ito <3

    Para que esse artigo não fique tão extenso quanto o outro, vou falar mesmo é do Suehiro Maro! Esse cara é O cara quando eu penso em ero gore (que o word corrige comicamente para erro gore kkk). Aqueles trabalhos com coisas bizarras e nojentas e aquela coisa sobrenatural, assustadora que te faz pensar duas vezes antes de ir no banheiro as três da madruga? Pode contar com o Suehiro! Vou deixar aqui algumas obras que eu acho 10/10 dessa criatura maravilhosamente doentia <3

    Tomino no Jigoku: O mangá é centrado em gemêos com um irmão mais velho e uma irmã mais nova. Os gêmeos nasceram com um par de estranhas marcas de nascença na lateral do corpo. Depois de serem abandonados pela mãe, o padrasto os vendeu para um show de horrores. A história conta o que acontece com os gemêos depois.

    Vocês podem ler aqui (se alguém tiver mais algum link ou algum em PT-BR pode passar que eu não consegui achar :/): http://mangafox.me/manga/tomino_no_jigoku/












    Inugami Hakase: Você tem rancor contra outra alma? Gostaria que ele sofresse dolorosamente do pior jeito possível? Criar e cultivar o poder de um inugami pode ser justamente o que você precisa! Criado por matar de fome, decapitar e encaixotar a cabeça de um cachorro, essas entidades sobrenaturais podem carregar a sua missão. No entanto, com frequência esses espiritos e shikigami tem o poder de derrotar até mesmo o inukami. E acima de tudo, um poderoso homem conhecido como Inukami vaga pela Terra, testemunhando o uso de inugami e carregando suas próprias missões...

    Leiam aqui: http://www.readmangaonline.co/inugami-hakase





    Ultra gash inferno: Esse aqui deixei para o final de propósito, pela enorme adoração pela bizarrice dessa coletânea de obras e também porque vai te proporcionar leituras mil! Nada melhor que coleções de histórias!! No Ultra gash inferno podemos conferir obras de Suehiro de 1981 até 1993! (uau eu tinha 2 anos em 93 u_u /nobodyyesdoor).

    Podem ler aqui em inglês: http://www.guromanga.com/read/ultra-gash-inferno#.Vi_TNdKrSCg

    E podem comprar na livraria cultura, já vi no site deles ;)
  • Mangás perturbadores para um ótimo outubro! Parte 1

    Quando se fala em perturbador, medo, horror...que tipo de história vem a sua cabeça? Cada pessoa tem seus medos e o que afeta o seu subconsciente de melhor forma. O que tu consideras a nata dos mangás de terror? Ou se tu ainda não experimentaste esse gênero de mangá ou nunca achou algo que realmente te deixasse perturbado...well, é hora de ler esse artigo aqui do blog!

    Inicialmente era para ser um top 10 de horror de acordo com meu gosto, mas achei que falar de muitos mangás diferentes seria mais interessante, assim vocês podem se arriscar a tentar ler vários tipos de mangás.

    Antes de começarmos de fato, vamos dar uma olhada no gênero de terror.  A construção desse gênero no Japão pode vir a variar de outros, mas o terror japonês tem inspirado a literatura e o cinema até hoje. Filmes como chamado fizeram sucesso em todo o mundo, baseado em mais uma história de fantasma japonês.

    O que mais podemos notar em histórias de terror é que elas podem se dividir em dois tipos: violência física explicita, médio ou alto teor sexual e forte suspense e violência física não explicita criando um clima maior de suspense sobre o que aconteceu com a intenção de perturbar mais o leitor, e o terror psicológico que envolve menos sangue e muito mais mexer com a sua mente mesmo. Como eu não sou expert nisso, vamos deixar assim. Independente de qual tipo é, a maioria dos mangás de terror vão conter sexo. Acho que todo mundo também lembra do início de muitos filmes de terror, onde tem umas meninas siliconadas peladas praticando safadezas antes de morrer. Bom jeito de morrer, se me perguntarem...


    Ainda antes de sair correndo para ler, é sempre bom saber um pouco de quem são os mangakás mais picas da galáxia nesse gênero. Assim como temos mestres do shounen e do shoujo, também temos do terror, d’uh! E ao meu ver, para tu perturbar um leitor com uma história, precisa ser bem perturbado por si mesmo. Quem curte Poe e H.P Lovecraft talvez concorde comigo ;)

    Para mim e pro Paul Gravett isso começa com Kazuo Umezu, que teve seu nome transformado em um prêmio até. No mangá ‘Kami no Hidarite Akuma no Migite’ (A mão esquerda de deus, a mão direita do demônio), de 1987, Umezu cria uma atmosfera de terror opressivo com uma criança sendo tormentada por um par de tesouras mortais. O negócio é bem louco gente, confiram aí!


    Achei o mangá aqui para quem quer dar uma olhada: http://mangasaurus.com/manga/895/kami-no-hidarite-akuma-no-migite

    O famoso Junji Ito também tem histórias imperdíveis! Tudo começou quando um conto seu ganhou o prêmio Umezu em 1987. A marca registrada de Ito são aspirais perturbadoras em todos seus contos. Hoje em dia Gyo é um dos mangás bem populares dele, que deu origem a um filme de animação também. Uma pena que ainda não temos obras do Ito no Brasil, mas é possível adquiri-las online. Outras obras dele que são bem conhecidas e populares são Tomie e Uzumaki.




    E por último nesta parte do artigo, não podemos deixar de falar de Hitosi Iwaaki, o criador dos monstros que usam humanos de hospedeiros em Parasyte, que está sendo publicado no Brasil pela JBC nesse exato momento!! Corre lá pra comprar, porque esgota MEGA rápido!! 
    Iwaaki recebeu o kodansha manga award por Parasyte em 1993, e as histórias dele são mais ficção cientifica + terror, o que não deixa de ser foda!




    É claro que existem muitos mangaká excelentes do gênero de horror e eu quero que vocês busquem conhecer eles também. Indicando os mais populares e reconhecidos não quer dizer que vocês têm que ir ler. Se esse não é o teu tipo de terror, não tem nada de errado nisso lembram? Encher os pacovás de alguém para ler algo só porque foi escrito e etc por alguém bem reconhecido no meio é muito insuportável e muito ERRADO também! Forçado só aceito dinheiro grátis (e olhe lá, vai que venha amaldiçoado?!).

    Seguindo agora farei diferente. Vou deixar uma imagem, link e resuminho do mangá para vocês. A próxima parte do artigo vai tratar de ero-gore horror!

    Para quem quer ler um monte de histórias em massa, aqui vai uma coletânea de contos do Junji Ito, o Kyoufu collection.








    Um dos que eu vejo serem muito comentados na page é o Jisatsu Circle, que é mais um horror psicológico como havíamos falado antes.
    Jisatsu Circle é um mangá baseado no filme homônimo, escrito e dirigido por Sion Sono. A princípio, o mangá deveria seguir a mesma história, mas Sion Sono pediu para Usamaru Furuya adaptá-lo à sua própria versão, o que resultou num roteiro muito mais fácil de entender.
    Jisatsu Circle é um mangá que explora o tema responsável pela décima maior causa de morte no mundo: SUICÍDIO! Mais de um milhão de pessoas cometem suicídio a cada ano, sendo que o Japão ostenta um dos maiores índices do mundo. O mangá possui uma história dramática (obviamente), profunda e um ótimo roteiro.
    A história começa com a mesma cena de abertura do filme, onde 54 garotas cometem suicídio em massa pulando na frente de um trem em movimento!


    Fuan no Tane e Fuan no Tane plus são uma excelente pedida de contos super curtos que vão te perturbar! Confere a minha recomendação do titulo aqui no blog: http://ufbam.blogspot.com.br/2015/02/recomendacao-fuan-no-tane.html

    Doubt é um mangá de horror psicológico e também foi lançado no Brasil, é muito legal!

    Um jogo chamado ‘Rabbit Doubt’ torna-se extremamente popular no Japão. Nele, todos participantes são coelhos e entre eles é escolhido aleatoriamente um “lobo”. O qual mata um a um dos coelhos. O objetivo do grupo é descobrir quem é o lobo entre eles.
    Certo dia, um grupo de jovens jogadores resolvem se encontrar. Um deles resolve se tornar o lobo e transformar o jogo em realidade. Eles irão descobrir quem é o lobo antes que todos morram?



    COSSETTE NO SHOUZOU: Eiri Kurahashi é um estudante de arte, que trabalha em uma loja de antiguidades. É lá que ele desenvolve uma estranha obsessão. Ele se vê em fascinado pelo quadro de uma garota da era vitoriana chamada Cossette. A lenda do quadro diz que quem quer que o possua morre de formas bizarras, mas ainda tem mais! A história conta que Cossette foi selvagemente assassinada por seu amante, que também era o pintor do quadro e quando um novo dono dele quase morre, Eiri decide se envolver...e Cossette decide falar com ele.


    Eu adoraria me prolongar muito mais, mas eu só abro as portas, e vocês curiosos leitores de mangá podem escancarar o vasto acervo de terror por aí. Já podem começar o aquecimento de outubro, né? Não se esqueçam, vocês nunca estão sozinhos e acender a luz não assusta os fantasmas <3
  • Organizando um espaço para seus mangás e livros!


    Oi galera! Hoje resolvi falar sobre algo básico e que cria muita dor de cabeça! Um espaço para guardar sua coleção! Não vou abordar as HQs, porque as que não são encadernadas de capa dura tem que ter outros cuidados!

    Pra quem não sabe, eu tenho propriedade nesse assunto (ui ui ui!), pois tive maravilhosas aulas de conservação de acervo com a professora Sílvia Maria Jansson Breitsameter! (então se eu falei bobagem ela vai me dar uns cascudos!) Eu curso técnico em biblioteconomia (sim, eu tenho o poder da informação HOHOHO) e sou uma bibliochata de carteirinha :3 (desculpa profs, eu sou bibliochata T_T).

    Agora, vamos lá! Que tipo de materiais tu vai precisar para fazer a organização? Bom, existem muitos jeitos de fazer isso dependendo do espaço físico que tu tens disponível e da tua renda, é claro!

    Vamos começar com espaços pequenos, tanto sua casa/apartamento quando o seu quarto.

    Dica geral super importante: Escolha um local onde a luz natural não pegue diretamente, expor o papel a luz do sol direta por muito tempo diminui sua vida útil, especialmente aqueles mangás com papel jornal!

    Se tu não tens espaço para estantes, experimente isso? Caixas organizadoras. Claro, elas não são de madeira ou aço, mas precisam dos mesmos cuidados e podem ser mais baratas que as estantes!

    Algumas tem uma estrutura que deixa elas em pé uma em cima da outra, como gavetas! Tente encontrar estas, já que fechá-las e empilhá-las não é muito bom, mas de novo...se não tiver espaço mesmo, pode ser assim, desde que se lembre de sempre que puder arejar o material na sombra e longe da umidade e limpar as caixas retirando o material de dentro 1x por semana. Higienize sua coleção também, com um pano seco e macio passado gentilmente na coleção. Não entrarei em detalhes de técnicas de higienização neste artigo (mas entrarei em algum momento no futuro!).



    Tu pode colocar elas em vários locais, então são bem práticas né? E para quem curte personalizar tudo que possui, existem inúmeros tutoriais no you tube e afins sobre como fazer as suas próprias caixas organizadoras! Cuidado com materiais que não possam ser limpos com álcool de limpeza, de preferência ao plástico duro sempre! Tu pode fazer uns furinhos na tampa se ela possuir ou nas laterais para o ar passar, mas procure colocar uma telinha nos furos para que insetos e sujeira não passem por ali.

    Para quem tem um espaço maior, mas não no chão, a solução é mais simples do que parece! OU para aqueles que já não tem como por mais estantes ou caixas organizadoras no cômodo: Estantes flutuantes ou aéreas!



    Lembrem-se de não escolher o vidro como material delas, pois apesar de resistente, com o tempo ele pode acabar quebrando quanto mais coisas tu colocas em cima! (papel pesa MUITO!) Não é garantido, mas é melhor prevenir que remediar né? Procure escolher madeiras de qualidade, e de preferência envernize elas e deixe secar por 48h ou mais antes de colocar qualquer material em cima. Prenda bem na parede (dã) e se divirta! Ah, nada de plantas!!

    E para quem tem espaço no resto da casa ou no seu quarto, vamos as estantes!

    Pode armário cristaleira? Não! Sabe porquê? As portas dos armários sendo de vidro, plástico ou madeira vão prejudicar seu acervo e facilitar o crescimento de um microambiente para fungos e outras coisinhas nojentas que acabam com sua coleção! Se tu tem MUITA poeira na casa, pode arriscar, mas sempre tente manter as portas abertas, longe da luz solar direta e da umidade, limpando tudo retirando os materiais de dentro mais de uma vez na semana se possível!

    As estantes podem ser de diversos tipos, mas sempre preze comprar algo de qualidade que vá aguentar peso de verdade, pois de novo, papel pesa MUITO! E as coleções só tendem a aumentar!!

    Estante livreiro são muito populares entre os colecionadores, elas são boas então vale a pena! Eu encontrei as mais baratas por 230 em lojas como americanas e maganize luiza. Sempre envernize as suas para durabilidade e prevenção de pragas.


    Estantes de madeira rústica é uma boa pra quem tem mesmo muito peso pra guardar, elas são super resistentes (mas fiquem de olho pra não serem enganados por um trabalho bom de pintura ta? E verifique se ela aguenta mesmo peso, mesmo que aterrorize o vendedor com isso :D).

    E pra ti que como eu quer fazer uma biblioteca no quarto ou na casa, as estantes dupla face são a pedida! Elas tem dois lados, que nem as das bibliotecas mesmo (não digaaaaa) e facilitam caso sua coleção de coisas seja grande. Existem as ajustáveis e as não ajustáveis, mas a maioria é de aço e não se enverniza esse material, podendo usar tinta plática para pintá-la, mas eu não gosto muito dessa ideia então fica a teu critério! Sempre higienize a estante e verifique se ela tem uma estrutura para suportar peso! Esse material TAMBÉM PODE ENVERGAR!! (papel pesa³).



    E essa é uma de aço normal. Os cuidados acima valem pra ela também.
    E agora para a maneira de organizar. Na verdade, a maneira é decidida por quem tem a coleção, quem eu sou pra mandar? Eu tenho o poder oras ò_ó, mas se você que nem eu, tem uns tocs aí, vai gostar de organizar alfabeticamente, eu prefiro por título do que por autor ;) dica amiga pra ficar mais fácil se achar (ou seus amigos se acharem). Faça uma etiqueta com tipo...”A-D” pra indicar que letras estão onde nas caixas e prateleiras!

    ATENÇÃO: TUDO QUE FOR MUITO PESADO DEVE SEMPRE IR DEITADO NA ESTANTE!! ESCOLHA BEM O TAMANHO DA LARGURA DA PRATELEIRA PRA NÃO FICAR BEIRADA PRA FORA!!

    Coloque o resto em pezinho beeem retinho e rente a prateleira e não deixe a prateleira apertada, pois facilita para os bichinhos darem uma de pac man na sua coleção, ou snake ou bob construtor de tuneis de papel, vocês que sabem rs

    “Mas se eu não apertar, vou precisar de peso de papel ou escorar o ultimo na ponta né?”

    NÃO! Abençoada seja a pessoa que inventou o bibliocanto! Aquela coisa que vocês podem ver em bibliotecas segurando os livros beeem retinhos e lindos na prateleira! (que os usuários adoram bagunçar G_G). Bibliocanto de metal é caro, mas tu pode comprar de outros materiais em sites como mercado livro ou tentar achar em lojas de material de escritório.

    (essa criatura já tem um livro que ta meio estragadinho ali na lombada em cima e embaixo ó u_ú)

    Outro cuidado importante é: nunca retire o livro do lugar puxando pela lombada, vai estragar :c cuide bem da sua coleção e dos livros em bibliotecas e livrarias! Como tu é tri legal e não deixou apertado na caixa ou na estante, tu vai pegar e segurar os livros próximos e afastar eles um pouco pra pegar direitinho o que tu quer! (E depois arruma tudo retinho pra não estragar hein! To de olho e sou bibliochata G_G).

    Bom galera, por enquanto é isso! Qualquer dúvida ou comentário, pelo amor...façam! Estou aqui pra isso mesmo XD Espero que tenha gente lendo e....muito obrigada por acompanharem o blog! Espero que cuidem das suas coleções ou o fantasma dos bibliochatos vai te assombrar pra sempre tacando livros na tua cabeça u_u
  • Copyright © 2013 - Nisekoi - All Right Reserved

    Uma futura bibliotecária apaixonada por mangás Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan